A voz é o melhor meio de comunicação: cuide bem dela!

a25Rouquidão e pigarro são sintomas comuns quando algo não vai bem com o aparelho fonador. Uma balinha aqui outra acolá e logo passa. É assim que muita gente trata da saúde vocal. Para quem utiliza a voz como principal ferramenta de trabalho, os cuidados precisam ser redobrados.

"Geralmente, as pessoas procuram um profissional quando o problema já está em um estágio mais avançado. O ideal é prestar atenção nos sinais que a voz nos dá. Ficar rouco com frequência, sentir dor, dificuldade na hora de falar ou viver com a garganta coçando são sinais de que algo vai mal", explica a fonoaudióloga Thays Vaiano, em entrevista ao site Minha Vida.

A voz é considerada um importante canal de comunicação. Um meio vivo e imediato de entrar em contato com os outros. Através da voz, é possível “chegar” a uma pessoa mesmo ela estando a quilômetros de distância. Esse alcance pode ter diversas faces: suave e delicada; firme e segura. E até mesmo áspera e agressiva. 

Problemas com a voz atrapalham a vida pessoal, social e, principalmente, a profissional. Qualquer alteração pode ser motivo de ansiedade e preocupação. O Clube da Fala lista alguns pontos importantes para quem deseja manter a fala sempre firme e saudável; veja:

• Beba bastante água (em temperatura ambiente) enquanto estiver falando, em pequenos goles. Um corpo permanentemente hidratado significa pregas vocais hidratadas e com melhor flexibilidade e vibração. O ideal é ingerir de 7 a 8 copos por dia, porem, a cor da urina (clara) pode auxiliar no controle de uma hidratação adequada.

• Preocupe-se em manter uma alimentação equilibrada, sem grande numero de horas em jejum, mastigando bem cada alimento a ser ingerido.

• Coma maçã, pois é adstringente e limpa o trato vocal. Além disso, sua mastigação exercita a musculatura responsável pela articulação das palavras. 

 • Use roupas confortáveis e de tecidos que absorvam a transpiração. Roupas leves e folgadas são ideias para quem trabalha com a voz. Sapatos confortáveis favorecem a postura correta.

 • Sono regular, momentos de lazer e atividades físicas adequadas também contribuem para uma boa produção vocal.

 • Procure respirar sempre corretamente, levando ar até o abdômen e expandindo as costelas. Não eleve os ombros e o peito como se fosse um pombo. E o abdômen que tem de se expandir como se estivesse cheio de ar.

 • Enquanto estiver falando, mantenha a postura de corpo ereta, no eixo, porem relaxada, principalmente a cabeça.

 • Evite competir com ruídos externos durante a fala. Fique atento a eles e procure não aumentar o volume de sua voz na tentativa de superá-los.

 • Tente não gritar. Se for possível, opte sempre pelo microfone ao falar em público.

 • Fale pausadamente e de maneira correta, articulando bem as palavras, mas sem exagero.

 • Ter audição normal é importante, pois o monitoramento vocal é realizado pela audição.

 • Ao sentir vontade de tossir ou pigarrear, respire profundamente pelo nariz e engula a saliva várias vezes ou beba água, pois essas ações provocam um forte atrito nas pregas vocais, irritando-as.

 • Para diminuir a tensão na região dos ombros e do pescoço, boceje e espreguice diversas vezes ao dia.

 • Após o uso intenso da voz, procure permanecer em repouso vocal por algum tempo.

 • Outro fator importante é o ambiente de trabalho. Procure discutir com seus colegas e chefes meios que possibilitem um ambiente de trabalho agradável, capaz de diminuir a tensão e favorecer o diálogo. Uma voz saudável é resultado de cuidados individuais e de ações ambientas.

Seu problema é com a dicção?

A fonoaudióloga Luciane Sagrette dá dicas para falar melhor. Confira:

{fcomment}

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Quem está online:

Temos 82 visitantes e Nenhum membro online