Que língua é essa?

a73Certo dia, recebi o pedido de uma ouvinte num programa romântico, que gostaria que eu fizesse a tradução ao vivo da música Sexed Up do Robbie Williams, e eu fui pesquisar a letraDepois de ler coisas como "Quero que você se exploda" e "Vá se danar" aquela música decididamente não era a mais indicada para um programa romântico…  Tive que falar com a ouvinte, que ficou chocadíssima (risos). Depois dessa Robbie Williams perdeu uma fã. 

É bonitinho, mas a maioria não sabe o que está cantando e fica chateado quando descobre, o que foi também meu caso com a música Relax do Frankie goes to Hollywood (ui!) E com você? Já aconteceu algo assim?
 
Não é de hoje, existe na Alemanha um movimento que reivindica das emissoras públicas de rádio, que toquem mais músicas em alemão e se valorize mais o artista nacional. O problema lá tem sido grande e fala-se inclusive em colocar a definição de Denglisch no dicionário, tantas são as palavras em inglês que têm tomado conta do alemão falado no dia-a-dia. Acredite, é beeeeem pior que no Brasil.
Uma solução?
Em meados dos anos 90 a França instituiu um sistema de quota para músicas em língua estrangeira a serem tocadas nas rádios: 60%. O que assegura que 40% do mercado fica para os artistas locais, e consequentemente, para a língua nacional. No início reclamava-se da dificuldade em encontrar músicas de qualidade para as rádios jovens, mas hoje em dia se produz muita coisa boa.
Mas sobre a Alemanha eu não arrisco palpite, já que musicalidade não é o forte da língua. Poucos artistas fizeram sucesso cantando em alemão. Veja os excepcionais Falco e Kraftwerk. Agora a Associação da Língua Alemã está incentivando seus associados, começando em setembro, a pagarem apenas parte da taxa para ouvir rádio, outra parte deve ser depositado numa conta da associação. A proposta é que quando as rádios públicas começarem a tocar mais música nacional, eles devolvem o dinheiro. A entidade tem 33.000 associados.
No Brasil, há algum tempo o comércio do Rio de Janeiro foi obrigado a fazer mudanças nas vitrines e deixar de usar palavras estrangeiras para liquidações e descontos, por estarem confundindo os clientes. Não sei no que deu, mas parece que não vingou. Já no Rádio, talvez nem tão cedo seja preciso chegar a tanto, enquanto tivermos o ensino do inglês nas escolas públicas restrito ao aprendizado do verbo "to be" por todo o ensino fundamental e médio (exagerei, mas não muito). Além do mais, quem não mora no sudeste sente falta há muito tempo de ouvir o bom pop, que desde 2009 vem retomando a produção de boa qualidade.
E o que você acha? Mais músicas nacionais? Internacionais? Ou do jeito que tá, tá bom?
Semana que vem eu volto com mais!
Até lá,
{fcomment}

Comentários   

0 # cilmar Machado 28-08-2010 14:30
A chamada ¨americanização¨ musical, no Brasil, atinge não só os jovens e também os sertanejos. Chitãozinho e Chororó gravam música dos Bee Gees; Zezé Di Camargo e Luciano, gravam versão de música americana; Ivete Sangalo canta com um gringo e o mesmo acontece com Cláudia Leite. E por aí vai...
Não serei eu que irá remar contra a maré, não é? rs rs rs
Bom textocomosempre, Linda!...
0 # RosangelaScheithauer 02-09-2010 08:42
Adorei essa reportagem sobre as letras das músicas que muita gente canta sem nem sequer saber o que está cantando. Eu mesma já fiz muito disso no passado.
Na juventude fui grande fa dos Beatles, mas em especial do John Lennon por quem tinha uma paixao imensurável, ele foi (e ainda é) meu grande ídolo. Naquele tempo nao havia CD-Players, entao eu passava horas ouvindo músicas do John Lennon tocadas em uma vitrolinha daquelas de rotacao (dá para notar que faz apenas alguns aninhos atrás né??).Eu apenas imitava o que o John cantava sem entender uma palavra! Certo dia estava na casa de minha querida avó ouvindo músicas quando lá de dentro ela gritou: \"Fia, nao dá pra mudar esse disco e parar com esse PIPO\"?? Imaginem só o que eu estava cantando - (vou escrever da mesma forma como pronunciava) : \"Imégin óh de Pipo ooooo\" (IMAGINE.)
Foi um tempo lindo e inesquecível que guardo com muito carinho e essa reportagem me transportou para lá!
Rosangela
0 # francisco 03-09-2010 13:45
Certo dia eu pedi pra você uma tradução, não te falei nada, mas a letra não correspondeu as minhas espectativas kkkkkkkk ou seja, não era nada do que tava pensando!

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Quem está online:

Temos 224 visitantes e Nenhum membro online