11 coisas que você não quer que sua mãe saiba sobre sua carreira de locutor freelancer

a29

Mães são demais!
Elas estão sempre cuidando de nós, são fortes e muito incentivadoras.

Às vezes é difícil ser honesto com elas sobre algumas coisas, já que muitas verdades não são as melhores notícias do mundo.

Ser locutor não é diferente.

Eu percebi que existem algumas coisas não tão glamourosas sobre a locução que todas as mães merecem saber, mesmo que eu não queira.


1 . Eu não sou famoso e (provavelmente) nunca serei.

Eu não gosto de dizer 'nunca', mas mesmo que eu estivesse tentando ficar famoso, este não é o caminho que eu tomaria. Recentemente, perguntei a alguns amigos meus se eles sabem quem dubla o Bob Esponja. No caso de você não saber, Bob Esponja tornou-se um dos desenhos animados mais conhecidos dos últimos 10 anos e, provavelmente, de todos os tempos, tornando-se uma franquia mais 8 bilhões de dólares. Além disso, meus amigos são parte da geração de telespectadores de desenhos animados como Bob Esponja, então por que não sabem? Sim, eles não tinham idéia que era Tom Kenny (nos EUA, mas Wendel Bezerra no Brasil). Para você que não é locutor, você sabia disso?


a29a2 . Eu não tenho um salário garantido.

Sim, esta é uma das coisas mais assustadoras sobre ser um locutor profissional freelancer. Tudo depende de mim. Não há salário garantido. Se eu me distrair por alguns dias, isso vai me custar caro. Mesmo se eu tentar encontrar clientes todos os dias, também não há garantia de que alguém vai me contratar.


3. Eu não recebo benefícios.

Além de não ter a garantia de um salário, eu não obtenho quaisquer benefícios como seguro de saúde, direito a aposentadoria, etc. Tecnicamente, se eu me tornar parte da união SAG-AFTRA, eu seria elegível para alguns benefícios. Mas, infelizmente, eu escolhi ser um locutor autônomo. Eu tenho que pagar por todas essas despesas do meu bolso.


a29b

4 . As pessoas não estão fazendo fila na minha porta para me contratar.

Mães são nossas apoiadoras número 1 e acho elas o máximo! Mas infelizmente, nem todo mundo pensa como elas. A menos que eu telefone, mande e-mail, carta, fale com todos que eu puder a fim de comercializar meus serviços e construir relações de negócios com pessoas que podem ou não contratar locutores, ninguém vai saber quem eu sou e muito menos me contratar.


5. Os clientes não se importam se eu tenho uma voz "bonita".

Clientes sérios realmente não se importam com o som da minha voz. Eles se preocupam que eu seja capaz de representar a sua marca, produto, ou transmitir sua mensagem de uma forma crível, chamando a atenção do público e levando-o a fazer o que a voz está sugerindo.


6. Às vezes , os clientes não me pagam (na hora).

Eu sei que isso fará com que todas as mães enlouqueçam. Você pode acreditar que isso poderia acontecer ao seu próprio filho?! Felizmente, todos os meus clientes têm sido muito legais e me pagaram. * Bate na madeira * Mas houve um casal que precisava ser educadamente lembrado. E eu já ouvi algumas histórias de terror sobre alguns não tão bons clientes.


a29c

7. Eu fico sozinho em uma caixa fechada e escura a maior parte do dia.

Não, eu não sou louco. É apenas a minha cabine de gravação. E não, eu não tenho nenhum colega lá com quem socializar. Mas eu definitivamente não sou anti-social. Esta é apenas a realidade da situação. Na maioria das vezes estou na cabine de gravação, gravando amostras de voz, trabalhos, ou sentado à mesa em meu escritório sozinho editando áudio, ligando para os clientes, fazendo o marketing de meus serviços, etc. Mães, não se preocupem, porque eu realmente gosto disso.


8. Candidato-me para um trabalho a cada dia.

Lembra de como é frustrante, desgastante e difícil concorrer a um emprego? Eu consigo fazer isso todos os dias! Toda vez que eu gravo uma amostra para concorrer com outras vozes, falo com um cliente, ou mesmo entro em contato com alguém que pode, eventualmente, precisar de voz em algum momento da vida, estou potencialmente me candidatando para um trabalho com eles. Então, eu literalmente tenho que estar no meu "jogo" o tempo todo. E eu te digo... pode ser cansativo.


9. Um projeto pode ser tirado de mim a qualquer momento.

Lembra quando nossas mães nos ensinaram o valor da partilha? Eu acho que preciso de outra lição, porque, mesmo se eu for contratado para um trabalho, um cliente pode tirar o trabalho de mim a qualquer momento antes de eu apertar 'rec' e até mesmo depois... Se eu tiver um contrato específico assinado é outra história, mas a maioria dos projetos não têm contratos. Eu não gosto de trabalhar de graça (exceto quando eu estou ajudando minha mãe no jardim, é claro), mas é assim que esse negócio funciona às vezes. Esperamos que o cliente pague pelo nosso tempo, se não for pedir muito. Mas os clientes são exigentes sobre quem eles escolhem para dar voz a seus projetos (até onde entendo) e às vezes mudam de opinião sobre usar aquela voz, mesmo depois de já terem decidido usá-la. Pode ser frustrante, mas é parte do negócio. Eu entendo e só tenho que aceitar.


10. Um projeto incrível não garante mais projetos a partir desse mesmo cliente.

Mesmo se eu ganhar um trabalho muito legal de um cliente importante, não há absolutamente nenhuma garantia de que serei contratado por eles novamente. Não é nada pessoal. Minha voz simplesmente não se encaixa bem em alguns dos trabalhos que eles produziram desde então. Tudo que posso fazer é construir uma forte relação de trabalho com eles e estar disponível, se e quando o projeto 'certo' estiver a caminho.


a29d

11. Eu perco... muito.

Eu odeio admitir isso, mas eu perco MUITO. Muitas das minhas técnicas de marketing não funcionam. Na maioria das vezes, eu não consigo o trabalho depois de fazer um teste para ele. Droga, eu mesmo cometi alguns erros com este blog. É um processo de aprendizado, e eu não sou perfeito, infelizmente. Ele ficará melhor , eu prometo!

Você vai ter que esperar uma semana, mas na próxima quarta-feira, eu prometo te dizer o que eu quero que a sua mãe saiba sobre locução freelancer.

Para ler o que eu quero a sua mãe saiba sobre ser locutor, por favor inscreva-se para receber a notificação, quando o novo post sair.

Compartilhe este post no blog se você acha que todas as mães (e os outros) merecem saber a verdade nua e crua sobre a vida do locutor que trabalha por conta própria.

John Lano é um locutor nacionalmente reconhecido nos EUA. Seus trabalhos incluem AT&T, Chevrolet, Sony, Dreamworks e Travel Channel. Seu blog para locutores combina suas experiências e estudos como ator da voz, psicologia e negócios. Visite www.VoiceOverGenie.com para saber mais sobre John.

Fonte: http://www.voiceovergenie.com/blog/11-things-you-dont-want-your-mom-to-know-about-voice-over/

{fcomment}

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Quem está online:

Temos 72 visitantes e Nenhum membro online